Recorde do teu Verdadeiro Ser!

CALENDÁRIO DA PAZ, MAIA E O ERRO NO TEMPO

 

 

 

 

 

ENTREVISTA COM JOSE ARGUELLES

O CALENDÁRIO DA PAZ

  

O Calendário de 13 luas de 28 dias  é um calendário regular, harmonioso, que respeita os ciclos naturais. É formado por 13 períodos anuais, os quais, ao invés de meses, são chamados de luas e todos eles têm 28 dias cada um, que é o ciclo biológico natural. O grande exemplo do ciclo biológico natural é o ciclo menstrual da mulher, que dura cerca de 28 dias. Este calendário respeita isso.

 

 

 

O QUE SE QUER DIZER COM “CALENDÁRIO DO TEMPO NATURAL”?

A quebra da ordem natural, ocasionada pela adoção de um calendário que não respeita os ciclos naturais, lunares/solares – o calendário gregoriano de 12 meses, imposto no ocidente em 16 de outubro de 1582, trouxe, como conseqüência, a separação do homem da informação natural, criando enfermidade mental e a perda de sua ressonância natural, precipitando-o para a dependência total e cega do materialismo. Essas conseqüências, estamos vivendo atualmente e são causadas pela filosofia do calendário de 12 meses que diz que “tempo é dinheiro”, quando, em uma cultura de Paz, Liberdade, Respeito e Criatividade, “Tempo é Arte”, “Tempo é Vida”. O calendário gregoriano de 12 meses distribui o décimo terceiro mês (a lunação) em onze dos doze meses, escondendo entre eles uma lua.

Em momento em que a consciência ecológica toma corpo, é urgente que a humanidade volte a se conectar com o entorno natural, para restabelecer-se a si mesma e restabelecer a ordem natural alterada. Culturas primitivas como a cultura Maia, nos legaram sistemas de calendários que seguem o ritmo cíclico natural e orientam o homem para que ele possa recuperar a sua ressonância. A vivência da comunhão com a ordem cíclica natural, nos leva a recuperar as faculdades perdidas, a viver em paz e harmonia interior, em saúde e crescimento, de acordo com o plano da inteligência universal.

Contrariando sistematicamente a sua própria natureza, o homem se submerge em um estado de incerteza e de violência interior que se projeta em seu ambiente externo. O medo, a insegurança, o temor, as preocupações de sobrevivência e o egoísmo se apoderam da sua psique, “aparecendo a guerra como a única alternativa de paz”. Produz armas cada vez mais sofisticadas e poderosas. Faz-se necessário decretar um basta a tudo isto, para dar um espaço ao diálogo de paz. 

Vamos Sair da Freqüência Errada 12:60

É nesta freqüência, que é uma freqüência artificial do tempo, que está vivendo o ser humano. Ela é produzida pelo calendário gregoriano que nos rege em nosso dia-a-dia e que tem 12 meses irregulares, com números diferentes de dias nos meses (como 28, 29, 30 e 31, que não representam os ciclos naturais) e pelo relógio mecânico, agora digital, que nos mantêm prisioneiros na terceira dimensão, marcando horas de 60 minutos.

Estes foram os ingredientes que nos tiraram da nossa freqüência natural (que é 13:20 e não 12:60), após tantos anos de utilização dos mesmos.

A conseqüência, para o ser humano, de viver fora da sua freqüência natural, é que somos os únicos seres do planeta que precisamos pagar para nascer, pagar para viver e pagar para morrer, o que não acontece com as demais espécies.

Com isso criamos uma sociedade completamente materialista, dominada pela cultura do dinheiro, pelas máquinas, pelas bolsas de comércio e outras, bem como somos nós que estamos provocando todos os tipos de desequilíbrios existentes, como guerras absurdas; contaminação atmosférica criminosa; produção de armas e bombas destrutivas para matar nossos próprios irmãos; desigualdades sociais gritantes; utilização de drogas que causam dependência física e psíquica; consumismo absurdo, com desperdício criminoso de recursos naturais; construção de cidades gigantescas, que se tornam cada vez mais inabitáveis e todos os demais problemas que conhecemos.

A propósito de cidades gigantescas, vejam o exemplo de São Paulo, onde existem mais de dez milhões de habitantes e transitam por suas ruas e avenidas mais de quatro milhões de veículos, ou seja, mais ou menos um veículo para cada dois habitantes. E observem a que ponto chega a nossa insensatez: as ruas já estão abarrotadas de automóveis e não há mais espaços a serem aproveitados para aumentar a área de circulação. Apesar disso, diariamente, estamos colocando mais centenas e centenas de novos automóveis para circularem pelos espaços existentes e já congestionados!

Não bastasse toda essas irracionalidades, imaginem quantos milhares de toneladas de monóxido de carbono, gás mortífero, estamos atirando diariamente na atmosfera!

 

Freqüência Natural 13:20

A freqüência 13:20 é a freqüência natural para todos os seres de todos os pontos da galáxia, em que se vive em harmonia com a natureza e, por isso, nada lhes falta e não há desequilíbrio entre eles.

Ela é 13:20 porque é formada por ciclos naturais, sendo os dois principais o 13 e o 20, que representam os 13 tons galácticos da criação (as 13 luas do calendário) e as 20 freqüências solares. É preciso respeitar os ciclos naturais se quisermos viver em harmonia com a natureza e 13:20 é a nossa freqüência natural.

Os Dois Aspectos do Tempo

Neste calendário estão os dois aspectos do tempo: o físico ou material e o energético ou espiritual.

Aspecto físico ou material: são os dias da semana e os dias de cada lua. Aspecto energético ou espiritual: são as energias solares e galácticas que se fazem presentes a cada dia, formadas por cinco dos 20 selos solares e por dois dos 13 tons galácticos.

 

O Tempo Natural

O tempo natural é um aspecto da existência que é prontamente observável por todos aqueles que prestarem atenção. Ele é encontrado dentro dos ciclos da natureza. Os ciclos do tempo natural continuam transcorrendo interminavelmente. Tudo o que precisamos fazer é nos sintonizarmos com os ciclos e seguirmos com eles. Os ciclos naturais do tempo são:

O DIA – A Terra gira em torno do seu eixo para criar o dia e a noite. A lua gira em torno da Terra através de suas fases cíclicas. Este aspecto varia entre os tempos aparente e atual, de 27 e 29 dias. Portanto, o período adotado para o ciclo lunar é de 28 dias.

O ANO – A Terra gira em torno do Sol em 365 dias. Quando você divide o ano pelo número de luas, você obtém 13 luas de 28 dias cada, mais um dia extra. Cada lua constitui-se em 4 semanas perfeitas de 7 dias cada uma. Cada ano tem 52 semanas perfeitas. Cada lua e cada ano começam em um domingo e terminam em um sábado. Estes são os ciclos que governam os aspectos físicos da vida.

Para encontrar os aspectos espirituais do tempo, devemos considerar o firmamento. A “estrela” mais brilhante no céu, não é uma estrela, mas sim o planeta Vênus, que possui um ciclo de 260 dias. Os antigos maias se referiam a este ciclo de Vênus como o “Tzolkin” ou o Calendário Sagrado. De conformidade com eles, o “Tzolkin” é constituído de pequenos ciclos de 13 e 20 dias cada um, formando um ciclo de 260 dias. Este é, também, um ciclo repetitivo. Atualmente, a estrela mais brilhante no céu é a estrela SIRIUS. Da perspectiva da Terra, o Sol parece mover-se através do céu contra a formação de estrelas. Quando o Sol nasce com a estrela Sirius, inicia-se um novo ciclo do ano. Este dia corresponde ao dia 26 de julho no corrente calendário gregoriano. Portanto, o início do calendário do tempo natural está relacionado com esse evento cósmico.

Nossos corpos são também codificados com os ciclos naturais do tempo. Homens e mulheres são reciclados a cada 28 dias por um ciclo denominado biorritmo. Nós possuímos 13 juntas em nossos corpos, que nos proporcionam o movimento, e 20 dedos nas mãos e nos pés. Nós somos a personificação do sagrado tempo natural.

 

MUDE A SUA MENTE, MUDE O SEU CALENDÁRIO!

 

O seu apoio neste processo de reforma é de grande importância. Você é um agente de mudanças e pode ajudar muito.

Informe-se mais sobre o tema dos calendários e a importância do tempo (como afeta a sua vida, a sociedade etc.), fazendo o curso que estamos organizando.

Realize qualquer ação criativa e pacífica para o restabelecimento do calendário natural.

 

A mudança do calendário é um instrumento de libertação universal!

Calendário Maia

O calendário maia era agrupado num ciclo de 52 anos em que os nomes e os números não se repetiam. Os dias e os meses eram expressos pela reunião de dois nomes e dois números, formando um grupo de quatro sinais. Assim, diriam “quinta-feira, agosto, 1924” na forma:

Calendário Maia

4 Ahau 8 Cumhu
9 Imix 19 Zip

 

O ano era formado por 365 dias, numerados dentro dos meses de zero a 19.Além do número de ordme, os maias batizaram cada dia com um nome próprio (9 = Imix). Usando o sistema vigesimal de contagem, de zero a 19, o algarismo colocado acima da unidade vale 20 vezes mais.

Para fins religiosos e para garantir exatidão ao sistema, os maias também dividiam o ano em 28 períodos de 13 dias cada um, mais um dia suplementar. Esses grupos, numerados seguidamente de 1 a 13, sucediam-se como as nossas semanas. 

O dia suplementar impedia que a data, o mês e o ano se repetissem dentro do ciclo de 13 anos, evitando confusão. Essa operação, combinada com a progressão de cinco dias dos nomes dos meses, fazia com que depois de 52 anos (4×13) o mesmo número de dia e o mesmo nome de dia incidisse com o mesmo dia do mesmo mês.

Além disso, os maias calcularam que como 20 e 13 não possuem divisor comum, o nome de um dia é acompanhado por determinado número apenas uma vez num período de 260 dias, ciclo esse chamado de Tonomatl. O ano civil era dividido em 18 meses de 20 dias cada um (de 0 a 19):

 

Fonte: www.quediaehoje.net

  

Visite: www.13luas.art.br

www.calendariodapaz.com.br

http://www.calendariomaia.hpg.ig.com.br/

 

Namastê!

HeiwaKi 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s