Recorde do teu Verdadeiro Ser!

KRIYA YOGA – PARAMAHANSA YOGANANDA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Kriya Yoga é um sistema de Yoga que remonta a tempos imemoriais, e foi revivido nos tempos modernos por Lahiri Mahasaya. Paramahansa Yogananda difundiu Kriya em grande escala para o público em geral através do livro Autobiografia de um Iogue. O sistema consiste em técnicas yóguicas que aceleram o desenvolvimento espiritual e ajudam a alcançar um profundo estado de tranquilidade e comunicação com Deus e com o próprio Eu Superior.

Kriya Yoga é um método simples, psicofisiológico, pelo qual o sangue humano se descarboniza e volta a oxigenar-se. Os átomos deste extra-oxigênio transmutam-se em corrente vital para rejuvenescer o cérebro e os centros da espinha. Sustando a acumulação de sangue venoso, o iogue pode diminuir ou evitar a degeneração dos tecidos. O iogue adiantado transmuta suas células em energia.

Fonte: http://www.youtube.com/user/Yoguineananda

KRIYA YOGA

A Kriya Yoga é um métodos simples, psicofisiológico, pelo qual o sangue humano se descarboniza e volta a oxigenar-se.

Os átomos deste extra-oxigênio transmutam-se em corrente vital para rejuvenescer o cérebro e os centros da espinha. Sustando a acumulação de sangue venoso, o iogue pode diminuir ou evitar a degeneração dos tecidos.

Kriya Yoga é um instrumento que pode acelerar a evolução humana. Os antigos iogues descobriram que o segredo da consciência cósmica se liga intimamente ao domínio da respiração. Esta é a contribuição sem par, e imortal, da India ao tesouro do conhecimento do mundo.

  

A força vital que comumente se emprega para manter a pulsação cardíaca, deve tornar-se livre para atividades superiores por meio de um método que acalme a mente e detenha as demandas incessantes da respiração.

O kriya yogi dirige mentalmente sua energia vital para cima e para baixo, a fim de faze-la girar em torno dos seis centros espinhais (plexos medular, cervical, dorsal, lombar,sacro e coccígeo), correspondentes aos doze signos astrais do zoodiaco, o Homem Cósmico simbólico.

Meio minuto de revolução da energia ao redor do sensitivo cordão da espinha, efetua progressos sutis na evolução do homem; esse meio minuto de Kriya equivale a um ano de desenvolvimento comum.

Mil Kriyas, praticadas em oito horas e meia, proporcionam em um dia, o equivalente a mil anos de evolução natural: 365.000 anos de evolução em um ano. Sem dúvida, o caminho mais curto de Krya só pode ser trilhado por iogues profundamente desenvolvidos, com o corpo e cérebro preparados para resistir ao poder gerado pela prática intensiva.

  

O principiante de Kriya efetua estes exercícios apenas de catorze a vinte e quatro vezes, em duas ocasiões por dia.

O corpo do homem assemelha-se a uma lâmpada de cinquenta watts, que não pode suportar o bilhão de watts de energia, gerados por uma prática excessiva de kriya. Através do aumento gradual dos exercícios simples e perfeitamente seguros de kriya, o corpo humano transforma-se astralmente, dia a dia, e por fim se capacita a expressar aquelas potencialidades infinitas de energia cósmica que constituem a primeira expressão materialmente ativa do Espírito.

Kriya Yoga nada tem de comum com exercícios respiratórios anti-científicos ensinados por certos fanáticos extraviados.

A prática de Kriya é acompanhada desde o início por sentimentos de paz e sensações suavizantes, de efeito regenerador na espinha.

Esta antiga técnica converte a respiração em substância mental.

  

Muitos exemplos poderiam ser dados da relação matemática entre a frequência vibratória do homem e seus vários estados de consciência.

Fixidez de atenção depende de respiração lenta; respiração rápida ou irregular acompanha inevitavelmente estados emotivos prejudiciais.

Os efeitos regeneradores do sono devem-se à perda temporária no homem, da consciência de seu corpo e de sua respiração. QUEM DORME TORNA-SE UM IOGUE; todas as noites executa inconscientemente o rito iogue de libertar-se da identificação com o corpo e de fundir sua força vital às correntes curativas no encéfalo e nos seis subdínamos de seus centros espinhais.

Sem o saber, o homem recebe ao dormir, novo suprimento de energia cósmica, sustentáculo de toda a vida.

Nos homens sujeitos à lei natural, a força vital flui em direção ao mundo exterior; as correntes são desperdiçadas e usadas de modo abusivo nos sentidos. A prática de krya inverte o fluxo; a força vital é mentalmente guiada para o cosmos interior e volta a se unir as energias sutis da espinha.

  

Com alimentação apropriada, luz solar e pensamentos harmoniosos, homens que se deixam guiar apenas pela Natureza e seu divino plano, alcançarão a experiência de Deus em um milhão de anos. Necessitam-se doze anos de vida normal saudável para que se efetue o mais leve refinamento na estrutura do cérebro.

Um Kriya Yogi pelo exercício dessa ciência espiritual, supera a indecisa batalha entre a mente e os sentidos emaranhados na matéria, liberto para que herde outra vez seu reino eterno.

Os métodos telescópicos do iogue, desembaraçando-o de identificações físicas a favor da individualidade da alma, recomendam-se pois, àqueles que se revoltam ante a perspectiva de um milhão de anos.

 

 

 

A Kriya Yoga que estou oferecendo ao mundo, por seu intermédio neste século, é um renascimento da mesma ciência que Krishna deu a Arjuna, há milênios; e a que foi posteriormente conhecida por Patânjali e Cristo, e por São João, São Paulo e outros discípulos.

   Conceda a chave de Kriya somente a chelas (aprendizes)qualificados – disse Bábaji. – Quem promete sacrificar tudo na busca do Divino, está apto a desvelar os mistérios finais da vida através da ciência da meditação.

   – Guru angélico, o senhor já prestou um benefício a humanidade com a ressureição da perdida arte de kriya, não o aumentará abrandando as severas exigências para a aceitação do díscipulo?

   Peço-lhe, permita instruir em kriya a todos os que buscam a Deus com sinceridade, mesmo que a princípio, não sejam capazes de devotar-se à completa renúncia interna. Homens e mulheres do mundo, torturados, perseguidos pelo tríplice sofrimento (*físico,mental,espiritual) precisam de encorajamento especial.

   Talvez nunca tentem caminhar para a liberdade se a iniciação em kriya lhes for vedada.

– Assim seja -respondeu Bábaji. A vontade divina se expressou por seus lábios. Dê Kriya livremente a todos os que humildemente solicitarem auxílio.”

   Após um silêncio, Bábaji acrescentou: – Repita a cada um de seus discípulos esta soberana promessa do Bhágavad Gíta – até uma pequena prática deste rito, o salvará de um grande temor (os colossais sofrimentos inerentes aos ciclos de nascimento e morte)

 

* Ainda – segundo narrado por Paramahansa Yogananda – “Bábaji, compassivo, prometeu assumir responsabilidade, vida após vida, pelo bem-estar espiritual de todos os kriya yogis devotos e leais que fôssem iniciados por instrutores devidamente autorizados.”

Láhiri Máhasaya  multiplicou essa promessa de Bábaji, com amor, afinco e dedicação. E através de Yogananda a Kriya foi trazida ao ocidente, possibilitando seu acesso a inúmeras  pessoas de todos os credos e nacionalidades .

OM BABAJI OM!  OM LAHIRI OM!

Fonte: http://www.almasdivinas.com.br/

 

VISITE: http://www.yogananda-srf.org/

                 http://www.yssofindia.org/

                 http://www.yogananda-srf.org/tmp/centers.aspx?id=81

                 

Namastê!

HeiwaKi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s